seta
Pular Navegação (s)

Como tratar a piscina com produtos químicos: O guia completo!

Não tem como negar a delícia que é ter uma piscina em casa, não é mesmo? Mas para que isso seja sempre um sonho, é necessário ter cuidados com o uso de produtos químicos para a limpeza da piscina.

Se você quer saber como ter esses cuidados para continuar aproveitando ainda mais a sua piscina, continue lendo este artigo e descubra o que não pode faltar na sua rotina de limpeza.

Nível e qualidade da água

Como você sabe, a água da piscina não precisa ser trocada, a menos que você não tenha todos os cuidados necessários com as condições de limpeza e manutenção. Isso significa que, se você quiser ter tranquilidade com a sua piscina, verifique sempre o pH e alcalinidade da água.

Mas como controlar o pH da água?

O Potencial de Hidrogeniônico ou só pH é a classificação de íons de hidrogênio dispersos em determinadas substâncias – neste caso, concentrados na água da piscina.

O valor ideal para o pH de uma piscina é de 7,2 a 7,6. Quando estiver acima ou abaixo desse valor, pode gerar situações indesejadas para os usuários, como:

  • Quando o pH está alto ou baixo, a água tende a ficar turva, além de comprometer a eficácia dos produtos químicos;
  • Os usuários podem ficar com os olhos irritados tanto com pH baixo, quanto com pH alto.

Se os valores não se mantiverem estáveis, nem mesmo com o uso dos produtos químicos corretos, é necessário checar a alcalinidade da água.

Controlando a alcalinidade da água

Para que você possa entender melhor, a alcalinidade é a capacidade de neutralizar os ácidos na água da piscina e assim garantir a estabilidade do pH. Embora interligadas, o balanceamento do pH não mantém a alcalinidade equilibrada, o que exige que você se atente a esse processo.

Saiba sempre o nível médio da capacidade, que é medido em ppm (partes por milhão). A medida de 80 e 120 ppm garante um pH estável.

Quando você não faz o controlo e a alcalinidade fica baixa, é comum que a água apresente tons opacos e esverdeados, além disso, a água fica corrosiva, o pH perde a estabilidade e aumenta os custos do tratamento da água, uma vez que também dificulta a decantação.

Se o caso for ao contrário e a alcalinidade estiver alta, a água fica turva, as tubulações da piscina podem acumular incrustações e com isso, aumenta-se os gastos também.

E agora, consegue entender a importância desses processos?

Aprenda a medir a qualidade da água

Utilize um kit testes – esse item será essencial para que você tome as melhores decisões ao tratar sua piscina. Para que você saiba exatamente o que fazer, preparamos um passo a passo. Acompanhe!

Medindo o cloro

Com isso seu kit teste, encha com água da piscina o recipiente que o acompanha. Posteriormente, aplique 5 gotas do reagente do seu kit e agite o conteúdo. Espere até que aconteça a reação para que você possa comparar a cor do produto com a escala fornecida. Aqui, não se esqueça que a média gira em torno de 80 a 120 ppm.

Medindo o pH

Esse passo é bem parecido com o anterior, mas a solução utilizada é diferente do produto direcionado à medição do cloro, neste caso utilizamos uma solução de vermelho de fenol.

Neste caso, repita as etapas do processo anterior e compare na base de escala padrão, o ideal é que a medição fique entre 7,2 e 7,6.

Escolhendo produtos químicos para a piscina

Depois que você faz os testes é necessário ver se a alcalinidade da água e pH estão de acordo, mas lembre-se, caso não esteja, corrija a alcalinidade da água antes de cuidar do pH, uma vez que a estabilidade do primeiro garante o equilíbrio do segundo.

Depois dos testes, lave adequadamente o seu kit e mantenha-o em um local seguro e fora do alcance das crianças.

Mas agora, vamos ao nosso guia sobre os produtos químicos ideais para a piscina e como aplicá-los na rotina de limpeza e manutenção.

Guia de produtos

1 – Cloro

Como você deve imaginar, o cloro nada mais é do que um produto com finalidade desinfetante e que destrói os microrganismos e outras bactérias presentes na piscina. Para que o produto tenha efeito positivo, aplique-o de maneira periódica e atente-se para a reaplicação posteriormente. Se preferir, utilize o medidor de nível de cloro.

No mercado você irá encontrar o produto em pastilha ou em pó granulado, se você optar pela primeira opção, utilize um recipiente flutuante de distribuição, que passa a dosar uniformemente a quantidade de cloro por toda a piscina. Se a sua opção for em pó, use o produto dissolvido em um balde com água da piscina e libere aos poucos.

Uma boa dica é utilizar esse produto sempre à noite ou quando as pessoas não estiverem mais fazendo o uso da piscina, uma vez que o cloro perde a eficácia em altas temperaturas. E claro, siga também as orientações do fabricante.

2 – Algicida

Sabe aquelas algas indesejadas na piscina? Elas surgem com a baixa manutenção da piscina, geralmente dando origem a alga-mostarda uma das espécies mais comuns nas paredes das piscinas. Embora elas não apresentem riscos, elas deixam a água esverdeada e turva, o que inibe os banhistas de aproveitarem o espaço.

Neste caso, o uso de algicida é ideal para eliminar de uma vez as tão indesejadas algas. Para isso, você pode utilizar o algicida de manutenção e o algicida de choque.

O algicida manutenção funciona mais como uma prevenção para que as algas não proliferem, o segundo ajuda no combate e extermínio do problema. Se o seu caso for a segunda opção, recomendamos que:

  • Escove as paredes e o fundo da piscina com um cabo telescópico para remover o excesso de algas;
  • Dilua 10 ml de algicida para cada mil litros;
  • Acione a função circulação do seu filtro;
  • Deixe a água em repouso por cerca de 12 horas;
  • Finalize o processo com a aspiração da piscina.

Não se esqueça de verificar se o algicida possui cobre, se ele tiver, verifique o nível do cloro, pois as substâncias são incompatíveis. Caso o resultado seja acima de 2 ppm, não utilize o algicida pois pode ocorrer o surgimento de manchas na parede da piscina.

3 – Limpa bordas

Você sabia que o maior acúmulo de oleosidade na piscina acontece nas bordas? Isso porque, óleos bronzeadores e protetor solar, materiais orgânicos e suor se concentram nessa região da piscina. Para que sua piscina esteja sempre limpa, utilize o limpa bordas.

 

Neste caso, você vai precisar de uma esponja macia e dois baldes: um, menor, para dissolver o produto, e outro para limpar a esponja. O processo, embora trabalhoso é simples e necessário.

4 – Clarificante

O clarificante torna o processo de limpeza mais fácil, uma vez que a sua composição contribui para o assentamento da poeira e outras partículas menores em suspensão, na água, levando-as ao fundo da piscina.

5 – Elevador de pH

Falamos tanto sobre pH e agora chegou a hora de entender como usar o elevador deste produto. Esse item é fundamental para prevenir a corrosão de equipamentos e acessórios. Para aproveitar melhor, veja algumas dicas:

  • Confira as medidas recomendadas de acordo com a sua piscina;
  • Dilua o produto de acordo com a dosagem recomendada;
  • Filtre a água por cerca de 6 horas e faça uma nova avaliação do pH.

Se ainda assim não chegar no resultado esperado, faça uma nova aplicação.

6 – Redutor de alcalinidade e pH

Este produto é um ácido que reduz a alcalinidade e o pH, agindo primeiramente no pH, por isso, caso você corrija a alcalinidade alta, ao aplicar o produto para equilibrá-la, é o pH que vai reduzir primeiro. Não se esqueça de atingir o parâmetro que varia entre 80 e 120 ppm.

7 – Estabilizador de pH

Esse produto também é conhecido como elevador de alcalinidade, sendo um produto granulado e fino e de fácil dissolução, tendo como objetivo aumentar a alcalinidade da água, mas também, contribui para a estabilização do pH, permitindo que a qualidade da água seja maior, por conta do reajuste.

Para que você aproveite melhor, confira algumas dicas:

  • Sempre utiliza seu kit testes para fazer a análise de pH e alcalinidade;
  • Verifique o nível de pH e alcalinidade desejado;
  • Dissolva o produto em água própria da piscina;
  • Espalhe o produto de forma uniforme;
  • Depois de ligar o filtro, ajuste a posição da filtração;
  • Deixe o produto agindo por 3 horas;
  • Aguarde 12 horas até fazer uma nova medição;
  • Se necessário, repita a operação.

Após finalizar todos os processos, a sua piscina estará pronta para banho.

Seguindo essas dicas, você dificilmente terá problemas ao aproveitar a sua piscina. Se você ainda tiver dúvidas com relação aos produtos químicos para a piscina, entre em contato conosco, será um prazer ajudar você nessa jornada de limpeza.

Ver mais

Limpeza e Manutenção

R$ 14,00

R$ 12,32 à vista
ou 1x de R$ 13,44 (com desconto) Sem juros
R$ 26,50

R$ 23,32 à vista
ou 1x de R$ 25,44 (com desconto) Sem juros
R$ 16,00

R$ 14,08 à vista
ou 1x de R$ 15,36 (com desconto) Sem juros
R$ 14,90

R$ 13,11 à vista
ou 1x de R$ 14,30 (com desconto) Sem juros
R$ 26,45

R$ 23,28 à vista
ou 1x de R$ 25,39 (com desconto) Sem juros
R$ 65,77

R$ 57,88 à vista
ou 1x de R$ 63,14 (com desconto) Sem juros
R$ 56,98

R$ 50,14 à vista
ou 1x de R$ 54,70 (com desconto) Sem juros
R$ 163,33

R$ 143,73 à vista
ou 3x de R$ 52,27 (com desconto) Sem juros
R$ 178,70

R$ 157,26 à vista
ou 3x de R$ 57,18 (com desconto) Sem juros
R$ 133,14

R$ 117,16 à vista
ou 2x de R$ 63,91 (com desconto) Sem juros
R$ 110,00

R$ 96,80 à vista
ou 2x de R$ 52,80 (com desconto) Sem juros
R$ 115,00

R$ 101,20 à vista
ou 2x de R$ 55,20 (com desconto) Sem juros
R$ 220,00

R$ 193,60 à vista
ou 3x de R$ 70,40 (com desconto) Sem juros
ou 4x de R$ 55,00 Sem juros
R$ 220,00

R$ 193,60 à vista
ou 3x de R$ 70,40 (com desconto) Sem juros
ou 4x de R$ 55,00 Sem juros
R$ 180,00

R$ 158,40 à vista
ou 3x de R$ 57,60 (com desconto) Sem juros
R$ 185,00

R$ 162,80 à vista
ou 3x de R$ 59,20 (com desconto) Sem juros
R$ 290,00

R$ 255,20 à vista
ou 3x de R$ 92,80 (com desconto) Sem juros
ou 5x de R$ 58,00 Sem juros
R$ 295,00

R$ 259,60 à vista
ou 3x de R$ 94,40 (com desconto) Sem juros
ou 5x de R$ 59,00 Sem juros